sexta-feira, 24 de junho de 2011

Eu e meu dedo podre.



Eu escolho os meus relacionamentos a dedo, no entanto, isso até seria bom não fosse pelo fato das minhas escolhas serem feitas pelo meu dedo podre. Sim, eu tenho um dedo podre! Alias é um dedão enorme de podre. É um dedo que consegue ir direto e reto nos homens errados, naqueles homens que com certeza vão me deixar esperando, sem nenhum constrangimento, e que também me farão sofrer e chorar.

Meu dedo é certeiro, ele consegue atrair as melhores espécies do sexo oposto. Ora ele atrai um tipo galinha, ora atrai um tipo folgadão, quando não um tipo egoísta, daquele que enxerga apenas o seu próprio umbigo.

As últimas espécies que meu dedinho atraiu foram marcantes. Um tinha o ego lá nas alturas, se achava um Deus, a última bolacha passatempo recheada do pacote, o outro gostava tanto de si mesmo que parecia a própria reencarnação do Narciso. Sem citar o cara de pau comprometido que desejava compartilhar o seu amor entre eu e a sua namorada.

Por um tempo eu até pensei que meu dedo podre tivesse me dado folga, mas depois percebi que meu querido dedinho tinha apenas me dado uma trégua para eu ganhar fôlego até que o próximo cidadão aparecesse.

Meu dedo podre deu mancada de novo. Atraiu um tipo tímido com jeito de bom moço. Até agora eu não sei onde meu dedo podre estava com a cabeça para não ter desconfiado a tempo do cidadão com jeito de bom moço. Depois dessa experiência descobri que um tipo desses chega a ser mais nocivo que todos os outros tipos citados acima.

O tipo bom moço pisou na bola, fez feio, mostrou ser uma coisa, quando na verdade era outra. O tipo bom moço parecia merecer estar perto de mim, parecia merecer a minha consideração, o meu carinho...que nada...engano meu e do meu dedo...A boa notícia é que agora estou vacinada e tão cedo um tipo assim não vai chegar perto de mim.

Camila Santos

7 comentários:

Felipe Teles disse...

Voce criar resistências para cada um desses tipos.
Até que um dia só sobre o seu tipo.

A questão é se o "conceito" do seu dedo podre for tão mutável quanto as pessoas.
É.. boa sorte.
Na dúvida, amarra um laço pra ele se sentir enforcado...
:)

Anônimo disse...

Também tenho o dedo podre !
Um pior do que o outro
e é pior que também sou bem seletiva.
mas caiu na mesma conversa
no mesmo estilo masculino cafaste de ser.
Espero ficar boa dessa sindrome, pois doe muito, a cada experiência frustrada de encontrar um grande amor.
ainda tenho esperança, mas que esta não seja podre também!

Aldistar disse...

Resolvi pensar sobre os poucos namorados que tive, pensei tb no valor que dei pra eles, mesmo sendo ex namorados.. me custou a perceber o quanto eu escolhi mau meus ex namorados e como pude estar t¬ao apaixonada por pessoas que n¬ao mereciam o meu amor.

Com esse meu dedinho podre eu tenho medo...

Nao sei em quem acreditar...

Amanda disse...

Esse texto parece que foi escrito pra mim. Eu sou exatamente assim, não sei como é possível.. Parece que eu tenho uma predisposição pra atrair as piores espécies de homens, o pior é que com 17 ano eu esperava ter tido menos decepções amorosas.. igualzinho, o tipo que se acha o rei, o tímido que parece bom moço, o que quer trair a namorada comigo.. já estou cansada de ver esse filme, eu te entendo muito bem! :/

Camila Caringe disse...

Ah... tadinho do dedo...

...Ensina ele a não ser podre.
Beleza e valor é coisa que se ensina e que se aprende.

Tenha paciência.

Mas, na dúvida, amarra sim o tal laço e o enforque. E então use outra coisa pra fazer a escolha. O coração, quem sabe?

Robson disse...

Se o dedo é podre, pare de usá-lo e comece a usar o cérebro.

Cristiano Leotel disse...

Engraçado ne falar apenas dos homem, vcs
Mulheres não vê que estão fazendo pior que nos homens não é mesmo ?..
Vcs só querem saber de play boi que tenha carrão, q só quer saber de baladas, (etc)
Quando encontram um homem que quer crescer na vida que é trabalhador e a única coisa que nos homens querem em troca disso é um pouco de amor e carinho. E na maioria nem isso vcs co segue dar para um homem de verdade..